© 2019  todos os direitos reservados - Instituto Vida Após  a Morte.

 O Verdadeiro Diabo: A Ignorância!

           

Fazer mal aos outros é como jogar cacos de vidro na própria senda...

E, inexoravelmente, em algum momento à frente, a pessoa se ferirá neles.

Isso é da Lei... E o Carma garante!

           

O demônio não existe!

Mas, gente tapada existe, sim.

E culpa o demônio por tudo...

Mesmo pelo mal que elas próprias fazem.

           

Porque, quem diz que ama, também dá patadas?...

Será amor bandido? Ou ferradura apertada demais?

E o que tem a ver as coisas do coração com patadas?

Será o diabo?... (Pois é preciso colocar a culpa em alguém).

Ou isso é só a imaturidade emocional do próprio homem?

 

Com o Papai do Céu, não tem história, não!

Porque Ele conhece tudo o que o homem pensa e faz.

E Ele sabe que algumas pessoas parecem demônios...

Por isso, são mestres em dar patadas!

E o inferno é dentro do coração delas mesmas.

 

Quem procura, acha!

Quem faz o Bem, acha a Luz.

Quem faz o mal, come treva.

A cada um, a sua sintonia espiritual.

E, a cada escolha, a sua devida repercussão...

(Mas, o arremate final é sempre do Carma).

 

Dizem os fanáticos religiosos que o inferno fede...

E, supostamente, o cheiro seria de enxofre.

No entanto, um coração cheio de ódio é mais fedorento...

Porque está trevoso – e treva fede demais.

(Logo, o coração de quem odeia seria o inferno real?)

 

Todo fofoqueiro é meio-médium...

Porque é intermediário de notícias ruins.

E a sua boca é um pedaço do Umbral.

           

Quem canta, os seus males espanta!

Mas tem gente que é o próprio espanto.

Parece até demônio.

- Cia. do Amor – A Turma dos Poetas em Flor.
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges)

São Paulo, 03 de dezembro de 2012.)